6 dicas para tornar seu RH mais estratégico


Em Notícias Gerais, por Redação em 29/09/2017 às 14:14:47



Apesar da área de Recursos Humanos estar caminhando para um formato em que assume seu papel estratégico, em muitas empresas ela ainda fica presa a um modelo operacional. Assim, pouco participa das decisões do negócio, o que acaba impactando ainda mais seu trabalho.

Mas, é possível mudar esse cenário. Hoje trazemos 6 dicas de como é possível começar essa mudança e garantir o equilíbrio entre o melhor recurso, desempenhando na sua melhor capacidade, com o melhor custo - um RH estratégico de fato.

1. Defina sua estratégia, suas metas e planeje a ação

Não adianta nada querer ser uma área estratégica, se isso não estiver na sua estratégia. Priorize os desafios da área em relação a isso, as barreiras que precisam ser contornadas (certamente haverá muitas!). Estabeleça os objetivos e como vai alcançá-los no curto, médio e longo prazos.

2. Entenda que as métricas são suas aliadas

A linguagem do negócio é baseada em números/métricas. Por isso:

- Entenda seus números antes de qualquer ação; às vezes eles são mais do que o custo absoluto;
- Lembre-se que toda iniciativa deve ter impacto de custo no presente e futuro;
- Calcule o retorno de investimento de cada programa - o mercado disponibiliza muitas maneiras para se fazer isso.

3. Faça uma auditoria interna

Muitos dos processos de RH ainda são feitos manualmente e isso traz ineficiências. Comece por seus controles de benefícios: plano médico, alimentação, seguro saúde.

Estes são os itens que costumam trazer uma surpresa boa e outra ruim, por causa dos erros de cadastro nos fornecedores: a má é que você vai encontrar muitos deles; a boa é que, tendo identificado quais os erros, é possível economizar até 5% do orçamento, em média.

4. Corte ou eficiência?

Sob forte pressão, nossa tendência é cortar custos - é mais rápido. Porém, mais sustentável e econômico, acredite, é buscar a eficiência.

- Avalie o que deve ser priorizado e abandonado;
- Identifique se a carga operacional da área não está onerando funções mais estratégicas, ocupando cadeiras que deveriam estar focadas em outras ações prioritárias de fato.

5. Avalie seus programas

Esta dica está muito ligada à anterior. Para priorizar é preciso revisar o desempenho dos seus programas:

- Os benefícios estão alinhados com o desejo da população x investimento da empresa?
- A Remuneração Variável está dando o recado certo? A empresa está premiando de forma estratégica?
- A avaliação de desempenho está calibrada com o momento atual?

6. Não faça tudo sozinho

Pensar e agir de forma estratégica não significa fazer tudo sozinho, pelo contrário. Imagine um time todo voltado para apurar números em planilhas...

Alie-se a parceiros dentro ou fora da empresa que possam ajudar em cada passo anterior, principalmente nas disciplinas que sua área não domina ou não tem tempo de investir.

Fonte: HuggardCaine


Tags:  rh



Comentar


=