Publicado por Redação em Saúde Empresarial | 26/08/2015 às 11:03:18


Operadoras vendem planos de saúde suspensos pela ANS


<Multas às operadoras pode chegar a mais de 200mil reais

Punição extrema foi porque empresas atenderiam mal os clientes. Mas empresas ignoram determinação e continuam vendendo planos.

Planos de saúde suspensos pela Agência de Saúde Suplementar estão sendo vendidos livremente em várias capitais brasileiras. A punição extrema foi porque eles atenderiam mal os clientes. Mas essas empresas preferiram atropelar também a determinação da ANS.

A aposentada Maria Lúcia de Castro esperou três meses por uma cirurgia. Esse tempo todo com a coluna doendo e sofrendo com a mesma resposta do plano de saúde. “Está em cotação, está em análise. E eu sentindo dor. Eu paralisada dentro da minha casa sem sair para nada em cima de uma cama”, conta.

Finalmente veio a ordem da Justiça: “Vocês têm 24 horas a partir do recebimento deste mandato de citação para colocar esse material no hospital ou mediante uma multa diária de R$ 1 mil até acontecer a coisa e nem assim ela atendeu”, afirma Maria Lúcia.

Mesmo com a liminar, ela esperou mais de um mês para ser operada. Para proteger os clientes de casos como esse, a ANS criou uma punição. Vários planos ficam proibidos de vender novas coberturas até melhorar o atendimento. Só que alguns desses planos, simplesmente, ignoram essa punição e continuam vendendo. Será que é difícil comprar um plano suspenso?

A produção do Bom Dia Brasil ligou para operadoras que tiveram planos suspensos. “Unimed paulistana, vendas, bom dia”, diz um atendente ao telefone.

A Unimed Paulistana tem 22 planos com a venda suspensa desde a semana passada, por ordem da ANS. A empresa já tem mais de 300 mil clientes com essa coberturas e está proibida de oferecer novos contratos para esses planos. Mas o primeiro que a produção do Bom Dia Brasil pediu estava disponível e ainda em promoção.

Bom Dia Brasil: Quanto é que custa esse New Bronze Enfermaria Individual?
Atendente: Para ela, R$ 246. Isso é promoção até o final do mês, você entendeu, Rodrigo? Vamos agilizar para fazer, que a gente já fecha, já libera tudo, ao atendimento na hora.     

No site da Unimed Rio, planos suspensos também estavam sendo oferecidos, e só nesta segunda-feira (24) depois que a nossa reportagem pediu uma explicação, o novo aviso apareceu. A página na internet foi modificada.

O Bom Dia Brasil ligou também para a Promed, de Belo Horizonte. Essa operadora atende quase 100 mil clientes, em três planos que tiveram a venda bloqueada. Mas não foi o que o promotor de venda explicou.

Promotor do plano: Posso já ir te adiantando, te mandando uma proposta por e-mail com todos os planos, a cobertura para você ter uma noção.

Bom Dia Brasil: Por exemplo, se eu quiser contratar hoje, amanhã, eu posso?
Promotor do plano: Pode, pode sim, tranquilamente.

O e-mail com a proposta de venda chegou e lá estava escrito que a Promed segue rigorosamente as regras da ANS.

Só que, mais para baixo, o mesmo e-mail oferecia dois planos que não podem ser vendidos. A numeração é a mesma que aparece na lista de planos com venda suspensa, publicada no site da Agência Nacional de Saúde.

A própria ANS pede que os consumidores denunciem essa venda irregular. A agência informou que as operadoras de saúde,  que continuam vendendo os planos, podem receber multa de R$ 250 mil. 

A Defensoria Pública explica que mesmo quem compra um plano suspenso tem direito usar esse plano. “A operadora de saúde tem que cumprir porque a oferta feita através de um corretor geralmente, ela vincula esse contrato”, afirma a defensora pública, Patrícia Cardoso.

E só pra todo mundo ficar tranquilo, a dona Maria Lúcia, que nós conhecemos no começo dessa história, melhorou da coluna. Mas tem uma dor que ainda não passou, a dor de consumidora.

Bom Dia Brasil: Como é que a senhora se sente como usuária de plano de saúde?
Maria Lúcia: Péssima, péssima.

A Unimed Paulistana disse que comunicou imediatamente seus mais de 10 mil corretores sobre a suspensão da venda. E que não faz a efetivação do contrato desses planos. A Unimed Rio negou que esteja vendendo planos suspensos, apesar do que foi mostrado na reportagem. E disse que já atualizou a lista na internet. A Promed, de Belo Horizonte, também disse que atualizou as informações no site e que os corretores vão passar por um novo treinamento para reduzir as falhas.

Fonte: Portal G1


Tags: sem tags no momento!


Deixe seu Comentário:

=