Publicado por Redação em Gestão de Saúde

Dia Internacional da Mulher: uma data para se falar de saúde e prevenção



No Dia Internacional da Mulher, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) chama a atenção para o cuidado integral da saúde da mulher e para a adoção de medidas de prevenção que contribuam para a melhoria qualidade de vida dessa parcela da população. Associada aos cuidados com a alimentação, a prática de atividades físicas e a realização de exames preventivos como mamografia e Papanicolau, são atitudes que ajudam a prevenir e a evitar doenças como o câncer de mama e no colo do útero, a endometriose, a infecção urinária, a osteoporose, a fibromialgia, a depressão, a ansiedade e obesidade, entre outras.  

Com o objetivo de alertar para a prevenção da saúde, a ANS estimula as operadoras a oferecem às suas beneficiárias e beneficiários um conjunto orientado de estratégias e ações programáticas integradas por meio do programa Promoção da Saúde e Prevenção de Riscos e Doenças (Promoprev) e da Certificação de Boas Práticas em Atenção à Saúde (APS). Atualmente, há um total de 274 programas especificamente voltados para a saúde da mulher.  

Outro tema de importância, relacionado às mulheres que desejam engravidar, são as boas práticas relacionadas ao parto e nascimento. Por meio do Movimento Parto Adequado, a ANS incentiva as operadoras e maternidades a valorizar o parto normal seguro e a reduzir o percentual de cesarianas sem indicação clínica.    

Mulheres são maioria  

No setor de planos de saúde, as mulheres representam maioria entre os beneficiários, somando 25,9 milhões de usuárias em planos de assistência médica (53,% do total nessa segmentação) e 14,8 milhões em planos exclusivamente odontológicos (50% do total de beneficiários nessa segmentação), segundo dados de dezembro de 2021. A lista de coberturas mínimas obrigatórias inclui inúmeros procedimentos voltados à melhoria e à manutenção da saúde da mulher, como exames, consultas e terapias para prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer do colo de útero e da mama; cirurgia para reconstrução mamária; medicamentos oncológicos orais; e procedimentos relacionados ao planejamento familiar, assistência ao parto e puerpério, para citar alguns.    

Clique aqui e veja se a operadora do seu plano de saúde oferece programas Promoprev. Sobre o Programa de Certificação de Boas Práticas e o Projeto Cuidado Integral à Saúde você pode saber mais clicando aqui. As ações desenvolvidas, os hospitais e operadoras participantes do Movimento Parto Adequado podem ser conhecidos acessando aqui. Veja também aqui informações mais detalhadas sobre o Oncorede.


Fonte: ANS


Posts relacionados


Deixe seu Comentário:

=