Publicado por Redação em Carreira | 17/07/2020 às 17:23:43

Liderança na pandemia: O que dizer quando você não sabe a resposta



Há uma frase que eu ouço mais do que qualquer outra nas conversas de coaching com lideranças agora: “Eu simplesmente não sei”.

Não temos clareza sobre aonde isso está indo –o vírus, a economia, nossas vidas ou nossos empregos. Justamente quando pensamos que temos um novo normal, ele é revertido novamente com novos casos explosivos ou na implosão de notícias econômicas. Parece o mundo está fervendo, e esperamos manter o medidor de temperatura na posição correta para que ele não entre em erupção a todo vapor.

Pela primeira vez nas nossas vidas, não podemos prever muito de nada. No entanto, dos líderes, as pessoas esperam respostas. Elas querem garantias, direção, esperança e informações para executarem ações. Para aqueles em posições de liderança, pode ser arriscado determinar o que dizer quando você não tem certeza. Você pode até temer perder credibilidade ou piorar as coisas com as informações erradas.

Quando você está nessa situação, pode ser útil ter um vocabulário atual para formar um ponto de partida. Embora existam muitas maneiras úteis de responder à empatia, veja, na galeria de imagens a seguir, abordagens que podem ajudar bastante as outras pessoas neste momento. Embora não forneçam certeza do futuro, mostram apoio — algo que todos podem se beneficiar.

Não há problema em sentir preocupação ou medo

O comportamento profissional que fomos treinados para cultivar é firme, equilibrado e positivo. Isso pode ser especialmente estressante quando nossos sentimentos internos são exatamente o oposto. O passar do dia parece um exercício de iluminação coletiva: está tudo bem! Eu estou bem! Quando os líderes normalizam a ansiedade que quase todo mundo está sentindo, eles perdem parte do seu poder e gastam energia tentando manter uma imagem perfeita. Já ouvi muitos clientes comentarem sobre como foi inspirador ouvir gestores apresentarem uma visão não envernizada de suas próprias lutas.

Eu apoio você

Com os funcionários raramente se encontrando fisicamente, é fácil sentir-se desconectado da organização. Como um cliente observou recentemente, não há mais fofocas no escritório. As pessoas querem saber que seu líder os apoia, especialmente quando as bases de contato de rotina são mais difíceis de acontecer. Este é um momento para o suporte ser explícito e reforçado, e não implícito. Isso ajuda as pessoas a se concentrarem se souberem que, aconteça o que acontecer, não estarão sozinhas.

Não sabemos o que vai acontecer, mas vamos descobrir

A única coisa que sabemos é que não temos ideia do que vai acontecer. Até os mais conceituados especialistas em economia e saúde pública admitem isso. A ansiedade é horrível e todo mundo quer o máximo de informação possível para aliviá-la. Os líderes podem se sentir impotentes diante dessa realidade — mas ainda há esperança. Informe as pessoas que, embora tenhamos poucas respostas oficiais, ainda temos confiança em nossa capacidade de resolver problemas à medida em que eles surgem. Jogar o xadrez da vida real contra um componente desconhecido mantém todos em alerta. É preciso reforçar e fazer o que puder com o que sabemos até agora.

Vá de encontro ao aprendizado

A psicologia diz que as pessoas curam os traumas de maneira mais eficaz quando conseguem encontrar significado na situação. Estamos todos presos em um problema global e, no momento, tudo ainda está presente demais para a maioria de nós descobrir como crescer a partir dele. Em um nível menor, no entanto, podemos encontrar aprendizado em situações individuais. Os líderes podem ajudar as pessoas a aprenderem com a crise. Conversei com clientes que cresceram enormemente ao envolver os membros da equipe, o que mostra agilidade e conexão com as metas. Se conseguirmos encontrar espaço, poderemos nos voltar para lugares onde podemos controlar nosso significado. As lideranças podem desempenhar um grande papel ao orientar as pessoas onde procurar.

Aconteça o que acontecer, agiremos de acordo com os nossos valores

Muitas empresas estão em meio a demissões ou considerando-as. Os modelos de negócios estão mudando rapidamente. Reorganizações são comuns. Mesmo que sua empresa esteja prosperando, a equipe ouve histórias de seus amigos demitidos pelo Zoom e se pergunta quando o raio atingirá a cabeça deles. Embora nunca seja prudente prometer segurança absoluta, você pode garantir às pessoas que a cultura e os valores permanecerão. Saber que quaisquer mudanças virão de valores como cuidado e gentileza pode fornecer um pouco de estabilidade quando não se pode contar com muito mais. Se os valores da sua empresa não estiverem claros, forneça transparência. Aborde qualquer mudança com integridade e cuidado.

Isso vai passar

Scott Gottlieb, ex-chefe da Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA, na sigla em inglês), tuitou recentemente que este é um “momento difícil –mas é um breve momento em nossa longa história” e esperamos que em até seis meses haja um tratamento ou uma vacina. Foi a primeira vez em algum tempo que ouvi um oficial conhecido realmente fazer uma declaração tão decisiva sobre a luz no fim do túnel, o que evocou uma reformulação profunda em mim. Por mais que nos sintamos suspensos da realidade, isso vai acabar. Pandemias não perduram para sempre. Enquanto isso, as pessoas se adaptam e encontram o agora. (Estou impressionado com a rapidez com que passamos de assistir com descrença as medidas de saúde pública na China a assistir nossos familiares se adaptar à elas.) Chame isso de otimismo ou história, mas chegaremos ao outro lado. E pode ser um fator necessário para lembrar os outros, especialmente quando eles não podem vê-lo, de que há outro lugar para chegar. Certamente estamos prontos.

 


Fonte: Forbes Brasil


Tags: sem tags no momento!


Deixe seu Comentário:

=