Publicado por Redação em Notícias Gerais | 19/04/2019 às 21:13:41


7 dicas de carreira do morador de rua que virou milionário


por Robin Ryan, publicado originalmente na Forbes Brasil


De sem-teto viciado em drogas, Joe Roberts se transformou em CEO

Certa vez, um cliente chamado Mike pediu minha ajuda para a carreira. "Após 35 anos de sucesso como podólogo, os dois últimos foram de crise. Meu negócio está falindo e eu penso em fechar. É tão vergonhoso. Não consigo acreditar que sou um fracasso agora, aos 62 anos. A indústria mudou. Estou afundando e não consigo mais chegar à marca dos seis dígitos, como fiz a maior parte da minha vida. Eu me sinto um completo fracasso".

Quando ouço essas histórias, preciso demonstrar empatia pela pessoa em apuros. Você é capaz de superar pessoal e profissionalmente uma situação tão destruidora? Circunstâncias como perder o emprego, ou, no caso de Mike, o negócio, podem arruinar a vida de muitos da geração Baby Boomer - os nascidos entre 1946 e 1964. Assim, ficamos presos em uma mentalidade negativa e não conseguimos nos recompor para impulsionar de novo a carreira.

O executivo Joe Roberts costuma dizer que ninguém esteve em uma situação tão ruim quanto ele. Quando seu pai morreu, deixando a família na pobreza, ele começou a usar drogas - aos 9 anos de idade. A mãe se casou com um homem abusivo e, por ele, Joe saiu de casa aos 15 anos. Sem emprego e sem dinheiro, se tornou sem-teto, viciado em heroína, pelas ruas de Vancouver (Canadá), onde dormia sob um viaduto e comia com a ajuda de ONGs. Ele andava pelas ruas da cidade empurrando um carrinho de compras e recolhendo latas e garrafas para conseguir um dinheiro e sustentar sua dependência química.

Aos 21, depois de tentar se suicidar, Roberts ingressou em um Programa de Tratamento Intensivo de Álcool e Drogas. Sua vida mudou. Ele entrou na faculdade e se formou entre os primeiros da turma. Seguindo a carreira no setor de vendas, tornou-se o CEO da própria empresa multimilionária de tecnologia.

"Eu não tive sucesso apesar de ter morado nas ruas. Tive sucesso porque vivi nas ruas", diz quando questionado sobre a relação entre suas histórias pessoal e profissional. Joe Roberts conquistou o primeiro milhão antes dos 35, ciente de que poderia reincidir no vício.

Aos 52 anos, o executivo ficou conhecido como o CEO da Skidrow. Vendeu a empresa e decidiu fazer algo pela conscientização dos jovens sem-teto no Canadá. Em 2016, atravessou o país empurrando um carrinho de compras por uma distância de 9.048 km, para chamar a atenção para a causa. Daí nasceu uma campanha de conscientização nacional, "The Push for Change" ("O empurrão da mudança", em tradução livre).

Quem conhece Joe Roberts hoje não imagina seu passado e como escolheu as causas pelas quais luta. Autor e palestrante motivacional, ele traz uma mensagem sobre resiliência e mudança. "Quanto mais velhos ficamos, mais fácil é perder a esperança", diz. "Não vemos mais o futuro promissor que os Baby Boomers tinham pela frente. Deixamos de tomar as medidas necessárias para nos recompor e, muitas vezes, somos levados por pensamentos depressivos, acreditando que não conseguiremos outro emprego ou outra oportunidade."

Mudar nem sempre é fácil. No caso de Joe Roberts, a virada foi estimulada pela vontade de se libertar da dependência química. Ficar sóbrio se tornou seu objetivo. Em um primeiro momento, por um período de 30 dias. Posteriormente, por 60 dias. E, finalmente, por seis meses. Assim, ele passou a querer algo mais na vida que não fosse beber. "A vida é uma série de escolhas", afirma.

Se você está enfrentando uma demissão, falência, divórcio ou outro grande desafio, Roberts tem dicas para transformar sua experiência. Trata-se do método "The AIR Model", que ensina em seus workshops. Criado por seu parceiro, o psicólogo Sean Richardson, o "The AIR Model" ajuda a mudar pensamentos negativos e melhorar o desempenho. Em inglês, a sigla "AIR" significa:

Resultados = o que eu quero (curto e longo prazos)
A = ação (como faço para conseguir o que quero)
I = inspiração (por que eu quero)
R = "roadblocks", expressão que pode ser traduzida como "obstáculos" (o que vai me impedir de conseguir algo)

Joe Roberts conclui dizendo que não há nada especial sobre ele e sua história. "Se eu, um sem-teto viciado em drogas, consegui transformar minha vida, então qualquer Baby Boomer consegue lidar com seus problemas e encontrar uma saída para um cotidiano mais feliz e uma carreira mais próspera."

Veja, a seguir, os 7 passos para mudar sua carreira, do morador de rua que virou milionário:

1. Avalie a situação, tenha uma perspectiva e veja em que áreas precisa trabalhar. Temos mais recursos do que imaginamos, e você tem a força para mudar sua vida.

2. Escolha um objetivo atraente e inspirador, que você possa visualizar mentalmente. Quanto mais detalhes tiver desse objetivo, maior a chance de alcançá-lo.

3. Enumere as ações a realizar. Você não precisa atingir sua meta hoje, mas pode fazer uma pequena tarefa. Uma pequena ação leva a outra: esse é o começo do caminho.

4. Anote os obstáculos que podem atrapalhar seu caminho. Parte da jornada pela mudança é esperar e reconhecer os contratempos. Existem dois tipos de obstáculos a superar: interno (mental/psicológico) e externo (mercado de trabalho, por exemplo).

5. Conecte seu objetivo a uma motivação mais profunda. Quanto mais inspirado você estiver, mais fácil será. Uma razão maior, como alimentar a família, deve ser sua força motriz para acordá-lo de manhã e motivá-lo a realizar o necessário.

6. Comprometa-se, independentemente dos obstáculos que enfrentar. Você tem poder interior, perseverança e determinação.

7. Não faça nada sozinho. Tenha um orientador, mentor ou amigo e compartilhe os altos e baixos. Essa pessoa precisa apoiar você, mas também desafiar seus comportamentos e incentivar suas ideias de maneira comprometida.


Tags: sem tags no momento!


Deixe seu Comentário:

=