Publicado por Redação em Dental | 03/12/2015 às 11:11:43


Dente de leite em adultos, pode?


Caso a dentição permanente não se desenvolva, talvez seja preciso fazer uma extração e colocar implante

Cuidado com os dentes

Normalmente, o problema é hereditário e é necessária uma consulta com um ortodontista para avaliação Foto: Gladskikh Tatiana / Shutterstock

Os dentes de leite têm a função importante de guiar o nascimento dos dentes permanentes. Quando estão prontos para nascer, a raiz da dentição decídua (de leite) começa a ser reabsorvida e o dente cai, naturalmente. Isso tende a acontecer lá pelos seis anos de idade. Acontece que, em alguns casos, os dentes permanentes não se desenvolvem, na maioria das vezes por conta de questões hereditárias. É aí que o dente de leite permanece na boca

“Se o dente estiver implantado ao osso mandibular, bem harmonizado com o restante da arcada dentária e o paciente não se incomodar com a aparência ‘infantil’ do dente de leite, ele pode permanecer ali por toda a vida. Entretanto, o mais comum é que o dente amoleça, torne-se mais frágil ou seja pequeno demais em relação aos outros dentes, causando problemas mastigatórios e ortodônticos”, diz a cirurgiã-dentista Kamila Godoy.

Há, ainda, outros prejuízos à saúde bucal. “Um lado do corpo vai crescer diferente do outro, já que o tamanho de dente de leite é diferente do tamanho de dente permanente. Isso faz com que um lado do corpo fique desproporcional, pode dar dor de cabeça, enxaqueca, dor cervical e desvio de coluna”, diz a cirurgiã-dentista, Debora Ayala.

O normal é que todos os dentes de leite caiam até os 12 anos. Caso algum dente persista, é preciso procurar um ortodontista para saber se precisa manter fazer a extração. No segundo caso, é necessário substituir o espaço que o dente de leite deixou. “Depende se for adolescente ou adulto. Se for adolescente é necessário colocar um implante, se não, não precisa”, afirma Debora.

Fonte: Terra Saúde Bucal


Tags: sem tags no momento!


Deixe seu Comentário:

=