Publicado por Redação em Dental | 05/10/2015 às 11:19:39


Praticidade? Senhora arranca dentes para colocar dentadura


Sorriso Senhora

Profissional recomenda a prática em alguns casos, mas reforça que o melhor ainda é se prevenir para manter o sorriso natural

Uma senhora de 80 anos perdeu alguns dentes, mas resolveu arrancar os saudáveis para usar uma dentadura. Mas será que isso é recomendável? Segundo o professor William Frossard, coordenador do Departamento de Prótese Dentária da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, a melhor prótese e o melhor implante não se comparam com um dente saudável.

No entanto, segundo o especialista, dependendo da situação, se a posição dos dentes saudáveis que restam não favorecer a colocação de uma prótese, atrapalhando a parte funcional e estética, realmente a extração pode ser recomendada. “Isso, no caso de dentadura superior, onde se consegue um apoio total no palato (céu da boca). Entretanto, podemos considerar que a dentadura inferior é um ‘tendão de Aquiles’ para nós dentistas. A língua e o apoio menor da prótese sobre o osso mandibular diminuem a estabilidade e aumenta a dificuldade de adaptação por parte da maioria dos pacientes”, diz.

Implante ou dentadura?

Atualmente, o implante é a melhor opção para quem perdeu os dentes, pois vai ser possível devolver conforto e segurança, além de uma boa mastigação, o que não acontece com a dentadura. “A prótese total (dentadura) pode ser uma opção em casos em que implantes não podem ser instalados, como a falta de osso e impossibilidade de enxerto, ou presença de doenças sistêmicas não controladas que inviabilizariam a cirurgia. O aspecto financeiro também pode influenciar”, afirma Frossard.

Mas antes de optar por implante ou dentadura, o melhor é manter os dentes saudáveis com higienização bucal adequada, com uso de creme dental com flúor e fio dental, alimentação adequada com consumo moderado de alimentos ácidos e que contém açúcar. Por fim visitas periódicas ao profissional. “Tabagismo é um importante fator que leva a doenças periodontais e consequentemente à perda dos dentes. Fator genético também tem influência. A prevenção é o tratamento mais moderno que existe, além de mais barato”.

Ronco e apneia 
O dentista pode auxiliar no diagnóstico e tratamento de distúrbios do sono, como o ronco – ruído causado pela vibração do ar durante sua passagem pelas vias aéreas – e a apneia obstrutiva do sono – episódios de interrupção da respiração durante o sono.  Quando o ronco e a apneia são causados pela obstrução parcial das vias aéreas superiores, o cirurgião-dentista pode confeccionar um aparelho que muda a posição da mandíbula e libera essa obstrução, melhorando tanto ronco quanto a apneia.

Fonte: Terra Saúde Bucal


Tags: sem tags no momento!


Deixe seu Comentário:

=