RH do McDonald´s investe anualmente cerca de R$ 40 milhões de reais em treinamento para atrair e reter talentos


Em Notícias Gerais, por Redação em 23/07/2017 às 23:54:10



Eleito recentemente o RH Mais Admirado do Brasil, Marcelo Nobrega, aposta em treinamentos para formar bons profissionais.

Antes de chegar ao McDonald’s, em novembro de 2014, Marcelo Nobrega, passou boa parte da sua carreira como executivo de Recursos Humanos em empresas multinacionais nos segmentos de Petróleo e Gás, Bens de Consumo e Serviços de Transporte Aéreo, como Repsol YPF, British Petroleum, Reckitt Benckiser e TAM. Nessas experiências, teve a oportunidade de se especializar em coaching de executivos, gestão da mudança e desenvolvimento organizacional e de lideranças. Suas experiências mais recentes incluem projetos de transformação de estratégia e cultura corporativa, tanto no Brasil, como na América Latina e nos EUA, no contexto de aquisições, fusões, spin-offs e startups. Além dessas regiões, realizou projetos também na África, Europa e Ásia. Nos 10 anos anteriores antes de se tornar um executivo de Recursos Humanos, ocupou cargos de administração em TI, Compras e Saúde, Segurança e Meio Ambiente nos setores de Petróleo e Gás, TI e Financeiro. Confira a entrevista com Marcelo Nobrega, diretor de RH do McDonald´s.

MUNDO RH - O que lhe inspirou a escrever o livro "Você está contratado!"?

MARCELO NOBREGA - Essa ideia surgiu quando uni minha experiência como executivo recrutador/selecionador à de candidato a uma vaga de emprego. Como selecionador, eu sei o que faz um profissional se destacar em um processo seletivo. E precisei utilizar esse conhecimento quando decidi voltar ao Brasil, após dois anos morando e trabalhando nos Estados Unidos. Ao chegar aqui, investi na minha capacitação para buscar um novo emprego, por exemplo, aprendendo a montar um currículo mais atraente, identificando melhor minhas habilidades e pontos a evoluir e, também, aperfeiçoando minha estratégia sobre como chegar às empresas e aos executivos que estavam contratando. Foi aí que me dei conta do know-how que eu tinha e que não é tão comum, pois poucos profissionais se preocupam em estar preparados para a busca de um novo emprego. Então, decidi colocar esse aprendizado em um livro.

MUNDO RH - O que representou ser reconhecido como o profissional de RH Mais Admirado do Brasil em 2017?

MARCELO NOBREGA - Fiquei muito feliz, pois ser reconhecido por seu trabalho já é incrível, mas ser reconhecido pelos seus pares, pelos próprios finalistas desse prêmio, é algo singular. Ao mesmo tempo que fico muito feliz, fico também muito agradecido às pessoas com as quais trabalhei, pois aprendi e cresci muito com elas.

MUNDO RH - Quais foram os avanços da área de recursos humanos no McDonald´s nestes últimos anos, na sua opinião?

MARCELO NOBREGA - Nos últimos anos, avançamos muito na questão do primeiro emprego, modernizamos e atualizamos essa experiência disponibilizando mais conteúdo para uma melhor formação desse jovem profissional. Ingressar no mercado de trabalho por meio do McDonald’s é a melhor opção que alguém pode ter. Além disso, o McDonald´s é uma empresa que dá igualdade de oportunidades, é um empregador democrático. Cada vez mais investimos em inclusão e diversidade, incluindo em nossa equipe pessoas dos mais diversos perfis.

MUNDO RH - Como a sua gestão em recursos humanos busca atrair e reter os novos talentos?

MARCELO NOBREGA - Há três pilares importantes para atrair e reter novos talentos: modernizar a empresa, valorizar a inovação e ter um bom plano de desenvolvimento de carreira. Para isso, investimos anualmente cerca de R$ 40 milhões de reais em treinamento, pois queremos formar pessoas, além de bons profissionais. Oferecemos um bom plano de carreira e diversos benefícios e incentivos: vale-transporte, assistência médica, assistência odontológica, Seguro de Vida em Grupo e Assistência Funeral e refeição balanceada, orientada regularmente por nutricionistas e adequada aos ingredientes típicos de cada região onde estão nossos restaurantes.

Também temos programas de incentivo, como o All Star (competição entre funcionários em suas diferentes atividades, testando seus conhecimentos técnicos sobre qualidade, serviço e limpeza) e o Ray Kroc (prêmio anual aos gerentes que se destacam na arte de atender com qualidade e promover engajamento com as comunidades onde estão presentes, em toda a América Latina). Além disso, temos parcerias com instituições renomadas como a Fundação Instituto de Administração (FIA), Universidade de São Paulo (USP), Fundação Getúlio Vargas e IOS, para possibilitar que nossos colaboradores possam se aperfeiçoar cada vez mais com os melhores cursos disponíveis no mercado.

MUNDO RH - Como o RH do McDonald´s observa o crescimento e a valorização da liderança feminina na empresa?

MARCELO NOBREGA - O McDonald´s é um agente desse crescimento. Prova disso é que em nossos restaurantes, 50% da liderança é composta por mulheres. Isso é natural, pois a empresa tem que refletir a sociedade. Além disso, a diversidade propulsiona a inovação, produz um bom ambiente de trabalho e gera bons resultados de negócio.

MUNDO RH - Quais têm sido as ações direcionadas para fortalecimento da inclusão e diversidade?

MARCELO NOBREGA - Temos diversas ações para isso, como um Comitê de Diversidade, constituído para colocar esse tema sempre em pauta. Mas, não ficamos apenas na teoria, colocamos em prática as melhores soluções para fortalecer a inclusão e a diversidade. Por exemplo, em parceria com a Prefeitura de São Paulo, já contratamos cerca de 30 ex-moradores de rua para trabalhar em nossos restaurantes. Em nossa equipe também temos espaço para refugiados, aposentados, pessoas com deficiência… Somos um empregador democrático.

MUNDO RH - Como o seu RH busca no dia a dia desenvolver a liderança na organização?

MARCELO NOBREGA - O McDonald’s possui uma estrutura de treinamento e aprendizagem que se inicia no restaurante, passando pelos nossos Centros de Treinamento Regionais, culminando com a graduação na McDonald’s University. Essa estrutura tem como objetivo trazer mais clareza das ações que são realizadas pela organização, dividindo nosso plano de desenvolvimento por níveis de atuação, seja ele funcional, isto é, no restaurante, seja ele corporativo, nos nossos escritórios.

Essa abordagem é embasada no conceito de trilhas de aprendizagem, pela qual o profissional é capacitado desde o momento que entra na organização para aprender os processos básicos de operação no restaurante, podendo chegar até a McDonald’s University, onde encontra cursos destinados às quatro competências básicas da empresa: Excelência Operacional, Liderança, Negócios e Desenvolvimento.

Também criamos uma forte estrutura para trabalhar na capacitação dos atuais líderes, para que eles possam identificar os talentos com perfil e capacidade de assumir as suas posições no futuro. Além do suporte dado aos nossos líderes, temos processos estruturados de 9box e assessments para priorizar o investimento em talentos e fomentar a meritocracia.

O McDonald’s se orgulha de seu processo de promoção interna que, por tradição, foca na busca interna de talentos antes de partir para o mercado. Não por acaso, nos quase 40 anos de McDonald’s no Brasil, um dos pontos de inspiração para os novos integrantes da equipe são as histórias de sucesso de profissionais que iniciaram suas carreiras bem jovens e hoje são símbolos da empresa. Podemos citar inúmeros funcionários que, ao longo dos anos, se desenvolveram e cresceram aqui.

Em cada restaurante há casos inspiradores, já que cerca de 90% dos nossos gerentes e supervisores iniciaram a carreira como atendentes e foram crescendo dentro da companhia, tornando-se também excelentes coachs para os mais jovens. E, na equipe corporativa, 40% dos nossos diretores e gerentes seniores começaram suas carreiras conosco como atendentes de restaurante.

MUNDO RH - Em ser tratando da inclusão de profissionais com deficiência, quais são os maiores desafios enfrentados pelo RH do Mc Donald´s no Brasil?

MARCELO NOBREGA - Pessoas com deficiência são muito bem-vindas ao time e temos muitas oportunidades de emprego para esse público. O maior desafio, hoje, é ter um alinhamento entre empresas, ONGs e órgãos públicos em prol de medidas que permitam uma maior inclusão sustentável de pessoas com deficiência no mercado de trabalho.

MUNDO RH - Com as novas tecnologias voltadas para a gestão de pessoas, como o RH do Mc Donald´s está investindo nestas recentes ferramentas digitais?

MARCELO NOBREGA - A sofisticação e o barateamento de ferramentas de tecnologia e a maior disponibilidade de dados tem ajudado bastante a termos mais informações sobre nossa força de trabalho. Com o uso de Big Data / People Analytics, conseguimos conhecer melhor nosso público e tomar decisões mais inteligentes.

E o McDonald’s está totalmente antenado às questões de aprendizagem e educação que afetam nossa sociedade. Grande parte do nosso quadro de funcionários é formado pela Geração Y, que possui características muito peculiares de aprendizagem.

Para conseguir atender esta demanda, temos buscado modernizar também as ações de desenvolvimento e treinamento e deixar claro qual a parcela de responsabilidade que cada funcionário e gestor possuem neste processo. Ao modernizar nossa abordagem de treinamento, entendemos que estamos facilitando e alavancando o atingimento de resultado de nossos funcionários e, consequentemente, da organização.


Fonte: MUNDO RH



Comentar


=