Publicado por Redação em Dental | 20/07/2015 às 11:01:51


Saburra no fundo da língua é principal fonte de mau hálito


Formada por restos de alimentos, bactérias e células descamadas da boca, a saburra está envolvida na maioria dos casos de halitose

90% dos casos de mau hálito se originam na boca, e a saburra está envolvida em quase todas

Coloque a língua para fora. Agora olhe no espelho. Vê uma camada branco-amarelada lá no fundo da língua? É a saburra lingual. Todos os dias, células descamadas da boca, saliva, restos de alimentos e até bactérias circulam pela boca e podem se depositar no fundo da língua. “Ter saburra lingual é normal, pois essa camada se forma na língua da maioria das pessoas.”, diz Arany Tunes, dentista especializado no diagnóstico e tratamento do mau hálito.

O que não é normal e não pode acontecer é a sua permanência no fundo da língua, pois, assim, as bactérias se alimentarão das proteínas dessas células e dos restos de alimentos e, nesse processo, ocorrerá a liberação de enxofre em forma de compostos sulfurados voláteis (CSVs), que são exatamente os gases que causam o mau hálito.

Mas por que a saburra é a principal inimiga da halitose? Porque cerca de 90% dos casos de mau hálito se originam na boca, e a saburra está envolvida em quase todas. Falta de higienização, alteração salivar e estresse (que causa ressecamento da boca) são algumas das principais causas da halitose. “E essas condições acabam favorecendo a aumento da saburra lingual ou da atividade das bactérias que ali existem”, diz Arany.

Higienização x saburra
A principal arma contra a saburra lingual é a higienização bucal correta. Mas não somente com a escova de dente.  “O ideal é que a língua seja raspada com raspadores próprios e o conteúdo jogado fora na pia. Para usá-lo, basta colocá-lo no fundo da língua e arrastá-lo até a ponta. Repita esse mesmo movimento por aproximadamente 20 vezes”, diz Alênio Calil Mathias, vice-presidente da SOBREHALI (Sociedade Brasileira de Estudos da Halitose).

Isso deve ser feito todas as vezes que se escovar os dentes. Agora, se a pessoa tiver uma formação excessiva e difícil de eliminar, o especialista em hálito pode ajudar. “Podemos avalia a quantidade e qualidade da saliva que o paciente produz ou se algum fator está provocando muita descamação das células da boca, que acabam ‘grudando’ na língua”, diz Arany.

Dicas que ajudam
Além da higienização, existem práticas do dia-a-dia que podem ajudar a manter a saburra bem longe da sua língua.

1. Tome dois litros de água por dia, para manter a boca sempre limpa.
2. Evite uma alimentação muito pastosa, mais fácil de grudar na língua.
3. Tome sol, isso ajuda na ativação da vitamina D, que evita descamação excessiva das células da boca, principal componente da saburra.
4. Avalie com o dentista se a prótese ou o aparelho bucal estão ferindo a boca, aumentando a descamação das células, por exemplo, um aparelho ortodôntico fixo com um fio machucando a bochecha.
5. Evite o stress, ele altera a salivação e aumenta a saburra.

Fonte: Terra Saúde Bucal

http://saude.terra.com.br/saude-bucal/atualidades/saburra-no-fundo-da-lingua-e-principal-fonte-de-mau-halito,1be0b28ade52fdf17481ece050ea96431vgwRCRD.html


Tags: sem tags no momento!


Deixe seu Comentário:

=