Publicado por Redação em Previdência Corporate | 08/10/2015 às 11:42:52


Setor de Seguros se reúne em evento nacional com pouca confiança em crescimento


Segundo pesquisa da Fenacor, empresários do setor esperam retração ou estagnação para os próximos seis meses

 

“Crescer e Desenvolver: O Caminho é Simples?”. Este é o tema do 19º Congresso Brasileiro dos Corretores de Seguro, que começa nesta quinta-feira (08/10), em Foz do Iguaçu. E a resposta à provocação feita pela organização tem gerado muita expectativa no setor, que mais uma vez se manifestou de forma pessimista quanto ao futuro. O Índice de Confiança e Expectativas do Setor de Seguros (ICSS), calculado a partir de pesquisa realizada pela Fenacor (Federação Nacional dos Corretores de Seguros Privados e de Resseguros, de Capitalização, de Previdência Privada, das Empresas Corretoras de Seguros e de Resseguros) continua em queda (menor, é verdade) e chegou a 64,8% em setembro. O percentual – calculado de 0 a 200 – continua sofrendo o impacto das notícias de incerteza no mercado nacional e da retração econômica.

 

“Na pesquisa com as 100 empresas entrevistadas, percebemos os receios do setor nos últimos meses. Aumento da carga tributária, diminuição nas vendas de carros novos, que geram mais de 50% da receita do setor, e o freio nos gastos com novos produtos pelos clientes são preocupantes. Nossa pesquisa recebe todas estas influências por parte do empresariado. O que precisa ser feito é observar e pensar em novas formas de empreender” , analisa o presidente da Fenacor, Armando Vergílio, lembrando que o cenários e as possíveis saídas serão temas de muito debate durante do congresso da categoria..

 

 

 

Indicador
ICES
ICER
ICGC
ICSS
 

 

Abr.15

 

 

 

74,1

 

 

 

71,4

 

 

 

74,8

 

 

 

73,4

 

 

 

Mai.15

 

 

 

75,5

 

 

 

71,6

 

 

 

77,5

 

 

 

74,9

 

 

 

Jun.15

 

 

 

71,9

 

 

 

68,3

 

 

 

71,5

 

 

 

65,5

 

 

 

Jul.15

 

 

 

69,5

 

 

 

65

 

 

 

67,1

 

 

 

64,8

 

 

 

Ago.15

 

 

 

65,6

 

 

 

62,8

 

 

 

65,8

 

 
 

 

Set.15

 

 

 

64,4

 

 
 

 

67,4

 

 

 

 

 

Segmentos esperam estagnação econômica

 

Pelo primeiro mês, não houve nenhum segmento registrando expectativa de melhora/otimismo quanto ao crescimento da economia. Em setembro, todos os três segmentos da área de seguros ficaram com expectativas negativas com altos percentuais de pessimismo em relação ao crescimento da economia brasileira. 54% das seguradoras, 45% das corretoras e 50% das resseguradoras esperam piora.

 

60% das corretoras temem piora na rentabilidade

 

As seguradoras tiveram impressões positivas em relação a rentabilidade em setembro: 52% delas esperam manutenção ou aumento. Este percentual é de 57% para as resseguradoras. Já entre as corretoras, que lucram apenas sobre as vendas, 60% esperam piora. Este é um reflexo da estagnação da economia e do controle de gastos por parte dos clientes.

 

Corretoras tem preocupação com faturamento

 

Entre seguradoras e resseguradoras, a maior expectativa quanto ao faturamento é a de manutenção para 50% delas. Estes são os maiores percentuais com expectativas positivas. As corretoras seguem em alerta: 59% esperam um cenário ruim em seu faturamento nos próximos seis meses.

Fonte: Portal Segs


Tags: sem tags no momento!


Deixe seu Comentário:

=