Publicado por Redação em Notícias Gerais | 02/09/2015 às 11:14:09

Veja 8 cargos em alta no mercado de trabalho durante a crise

Funções em alta

Empresas buscam profissional para reduzir custos e melhorar operações.

Levantamento da Page Personnel, empresa global de recrutamento especializado de profissionais técnicos e de suporte à gestão, parte do PageGroup, identificou 8 cargos que ainda demandam profissionais especializados, apesar do momento de instabilidade e de aumento de desemprego.

"Diante do cenário desafiador, as empresas estão procurando profissionais que possam trazer resultados mais efetivos e imediatos aos seus negócios. A relação de especialistas que identificamos mostra realmente isso, seja pela busca de redução de custos ou melhoria nas operações. Os profissionais que têm um perfil nessa linha podem ter uma oportunidade para um novo desafio, algo que pode ser extremamente positivo em sua carreira", analisa Ricardo Ribas, gerente-executivo da Page Personnel.

Aprender com uma experiência negativa é uma boa maneira de melhorar a resistência. Mas, segundo Derek Mowbray, diretor da consultoria em liderança WellBeing and Performance Group, não é preciso chegar à beira da falência para isso: adotar a atitude certa ajuda e muito.

"A resiliência é um jeito de reagir a acontecimentos desafiadores. É basicamente uma escolha", define Mowbray.

Ter a presença de espírito necessária para realizar uma apresentação a um cliente mesmo que algo imprevisto aconteça é um exemplo de resistência.

"Quando alguma coisa grave ocorre, temos que aprender a ter uma atitude robusta para lidar com o problema com as nossas próprias habilidades", explica o consultor. "Ajuda muito acreditar que você não vai errar."

Para ele, essa crença em si mesmo está no cerne da resiliência.

Veja os 8 cargos em alta:

1) Executivo de vendas - marketing de performance e mídia digital

O que faz: profissional de prospecção e relacionamento com as principais agências de publicidade e relacionamento com empresas de todos os portes e setores. Venda consultiva de ações de publicidade e marketing aliadas a alta tecnologia, com foco em resultados assertivos e mensuração concreta de resultados

Setor: multinacionais de tecnologia para segmento de publicidade e marketing digital

Motivo: utilização massiva da tecnologia na divulgação de informações, produtos e serviços. Além da busca por mensuração de resultados precisos e taxa de assertividade no impacto do público-alvo. Mercado em alta e carente de profissionais com experiência na área.

Salário: R$ 5 mil a R$ 8 mil

2) Analista de marketing digital

O que faz: responsável por todo o desenvolvimento, execução e mensuração da estratégia on-line: website, e-commerce, redes sociais, além de todas as plataformas on-line. Profissional em contato direto com agências de publicidade e conhecimento de ferramentas como Google adwords, Google analytics, SEO, SEM, CRM, entre outros

Setor: empresas que tenham uma estratégia on-line

Motivo: mundo on-line é cada vez mais importantes e as empresas têm percebido que, para estarem mais próximas de seus públicos-alvo, precisam investir na área digital

Salário: R$ 4 mil a R$ 6 mil

3) Analista de planejamento financeiro sênior

O que faz: responsável pela elaboração e acompanhamento do orçamento na empresa, e consolida os resultados de cada área para o balanço final da empresa.Também pode atuar como business partner financeiro em áreas específicas como vendas, marketing e RH em empresas de maior porte. É importante lembrar que as melhores oportunidades para esses profissionais exigem alta capacidade de comunicação e inglês avançado

Setor: principais empresas que estão contratando são do segmento de bens de consumo.

Motivo: empresas estão consertando os erros de contratações feitas com pouca assertividade nos anos anteriores; como o resultado do trabalho desse profissional pode ser medido a médio e longo prazo, alguns dos erros cometidos tiveram reflexos nos resultados de 2014/15 - motivando a substituição dos mesmos. Esse profissional tem a capacidade de ser um “coringa” para áreas de planejamento e controladoria; além de contato direto com áreas de custos, vendas, relações com investidores e planejamento estratégico. Com isso, é um bom investimento em tempos de crise.

Salário: R$ 6 mil a R$ 9 mil

4) Coordenador de TI generalista

O que faz: profissional responsável pela área de TI envolvendo gestão dos profissionais, gestão de projetos, melhorias da estrutura e também na operação, quando necessário

Setor: empresas nacionais e multinacionais de grande, médio ou pequeno porte

Motivo: substituição de volume de analistas por um coordenador capaz de coordenar e "colocar a mão na massa"

Salário: R$ 8 mil a R$ 10 mil

5) Técnico de manutenção

O que faz: profissional atua com manutenção preventiva e corretiva de equipamentos e máquinas

Setor: industrial

Motivo: garantia de manter a funcionalidade de máquinas e equipamentos para mitigar altos investimentos na compra de novos

Salário: R$ 3,5 mil a R$ 7 mil

6) Especialista de compras

O que faz: atua na área de compras de materiais diretos/ indiretos ou contratação de serviços

Setor: indústria, varejo e serviços

Motivo: profissional já era bastante requisitado pelo mercado, no entanto houve aumento por ser uma área com foco em otimização

Salário: R$ 6 mil a R$ 10 mil

7) Secretária jr

O que faz: gestão de agenda, organização de reuniões, traduções, reserva de salas, contato com clientes, logística de viagem e assessoria particular

Motivo: com o intuito de diminuir custos, as empresas estão enxugando o pool de secretárias e substituindo as secretárias sêniores, que acompanham o mesmo executivo por anos, por secretárias recém-formadas e juniores. Apesar de não terem a mesma maturidade profissional, são capazes de desempenhar as funções básicas do secretariado

Salário: R$ 3 mil a R$ 4 mil

8) Coordenador/ supervisor de vendas - B2C

O que faz: coordenação de equipe de vendas para médias contas do varejo

Setor: indústrias de bens de consumo

Motivo: devido ao cenário econômico atual, a indústria de bens de consumo está modificando o perfil do profissional da área de vendas. As empresas estão substituindo o famoso "tirador de pedido" por perfis mais estratégicos, com visão de negócio e bastante pré-disposição a fazer negociações de maneira mais estratégica, consultiva e criativa

Salário: R$ 4 mil a R$ 6 mil

Fonte: Portal G1


Tags: sem tags no momento!


Deixe seu Comentário:

=