Publicado por Redação em Gestão do RH | 05/11/2019 às 10:12:20


Aspen Pharma lança programa de diversidade e inclusão




A filial brasileira da sul-africana Aspen Pharma, uma das maiores fabricantes de medicamentos do mundo, oficializou seu Programa de Diversidade e Inclusão (D&I), que é parte de uma iniciativa global. Entre as iniciativas está a contratação da primeira colaboradora transgênero, através de uma parceria com a TransEmpregos. Formada em Relações Internacionais, a profissional iniciou na Aspen Pharma em setembro, no setor de Recursos Humanos.

A diretora RH Patricia Franco, afirma que, na empresa, os talentos são diversos e o sucesso é resultado de uma cultura inclusiva, onde todos se sentem valorizados e tratados com respeito e dignidade. "Quando realizamos um processo seletivo, buscamos avaliar as competências e habilidades dos candidatos. Respeitamos a história de cada um e suas escolhas. Todos podem concorrer a uma oportunidade de trabalho na Aspen Pharma. Nós valorizamos as pessoas como elas são."

Para marcar o momento, a empresa realizou um bate-papo com Maitê Schneider, militante dos Direitos Humanos desde 1990 e cofundadora do projeto TransEmpregos. "Não consegui espaço no mercado corporativo, então, fundei minha empresa com a missão de mudar essa realidade e apoiar todas as pessoas que passam por algum tipo de exclusão, sejam pessoas com deficiência, negros, imigrantes e etc.", contou.

Maitê reforçou que a construção de uma cultura de respeito à diversidade começa quando cada um de nós muda. "Precisamos recuperar o olhar das crianças, que respeitam todas as diferenças, sem preconceitos com aquilo que não é natural para ela. Aos poucos, plantando o respeito, vamos colher frutos desse trabalho, que começa no micro e vai se espalhando", conclui.

4 DICAS SOBRE DIVERSIDADE NAS EMPRESAS

Por Patrícia Franco

1) Ter um "defensor" da Diversidade - Este é o pontapé inicial para se ter sucesso nesta jornada. Ter uma pessoa ou grupo de pessoas com um profundo interesse em promover e apoiar uma força de trabalho diversificada e inclusiva;

2) Apoio da alta liderança - O CEO e líderes (Diretores e Gerentes) da empresa devem ser os porta-vozes da diversidade. O apoio da liderança é necessário para garantir que os esforços recebam a devida atenção;

3) Cultura Inclusiva - O grande desafio é em relação a cultura organizacional. A gestão se torna responsável por exibir comportamentos inclusivos, gerenciando seus próprios preconceitos e apoiando o trabalho dos funcionários;

4) Preparação dos funcionários para a nova etapa - Toda a empresa precisa ser bem preparada para lidar com a diversidade, isso inclui desde treinamentos específicos até campanhas educativas e de conscientização, palestras e dinâmicas que fomentem a inclusão. Se houver algum funcionário que se mostre resistente à nova cultura da empresa, fique atento, pois será necessária uma orientação mais próxima para tentar entender os motivos pelos quais ele se comporta dessa maneira e tentar modificar essa conduta.


Fonte: Grupo Gestão RH


Tags: sem tags no momento!


Deixe seu Comentário:

=